segunda-feira, junho 26, 2006

Mau espectáculo

O jogo Portugal Holanda de ontem foi uma vergonha. Desde 1930 que não se viam tantos cartões amarelos num do Mundial e os quatro cartões vermelhos mostrados neste jogo estão em primeiro no ranking deste mundial 2006. Culpa do árbitro? Não me parece...

Jogadores de alta competição, com experiência em competições internacionais, não têm o direito de dar espectáculos como este a que assistimos.

Figo, independentemente das razões que o assistiram, prestou um papel que só lembrou a triste atitude de João Pinto em 2002. Não é concebível que um jogador que já foi considerado pela FIFA o melhor do mundo em 2001 responda desta forma, dentro das quatro linhas, a uma entrada de um jogador da equipa adversária.

O público contenta-se com pouco... assobia a vitória da selecção no jogo Portugal-Angola por fraca prestação futebolística mas sai à rua a festejar a vantagem sobre a Holanda.

Gosto de futebol, torço pela Selecção, mas uma passagem aos quartos de final de um Mundial não justifica mau futebol. E foi o que tivémos.

JB

segunda-feira, junho 12, 2006

Acordão no minimo duvidoso

Eis um critério que, na hipotética hipótese de ser igualmente aplicado à manutenção da nacionalidade, diminuiria em muito a população portuguesa... basta assistir a uma cerimónia oficial ou a um jogo de Portugal no meio de uma bancada de um estádio para perceber que longe vão os tempos em que a letra do Hino era tão familiar como o nome da mãe, do pai ou dos amigos.

JB

____________________________________________________
"Juízes recusam nacionalidade a quem não sabe o hino
Indiana casada com português desde 1997 viu ser-lhe recusada a pretensão de ser portuguesa por desconhecer factos revelentes de história ou da cultura
Ana (nome fictício) nasceu na Índia, mas é casada com um cidadão de nacionalidade portuguesa. Vive no nosso país desde 1997, habita em casa própria, e fala fluentemente a língua de Camões. Ana não conhece, no entanto, o hino de Portugal. Não sabe a letra, nem a música, nem conhece nenhuma figura relevante da cultura portuguesa.
Em contrapartida, Ana tem dois filhos que já nasceram em território português. Que andam na escola, que falam correctamente a língua e que estão perfeitamente integrados na comunidade local. Mas Ana continua a não saber situar no tempo e no espaço as figuras mais importantes da área da política, do desporto ou da música. Inclusivamente, Ana não consegue precisar quais os actuais intervenientes da vida política, tendo até dificuldade em situar os actores, nos respectivos partidos.
O facto de Ana ser sócia de dois estabelecimentos comerciais, trabalhar como balconista num deles, e estar actualmente a tirar a carta de condução é de somenos importância. Para o Tribunal da Relação de Lisboa, Ana não preenche os requisitos para obter a nacionalidade portuguesa. Porque não provou, dizem os juízes, a "sua ligação efectiva à comunidade nacional".(...)"
in Publico, 12.06.2006

domingo, junho 11, 2006

FORÇA PORTUGAL!

Photobucket - Video and Image Hosting
JB

terça-feira, junho 06, 2006

best e-mail of the week

- hey, do you want a cookie?
- no thanks.
- come on, what's better than cookies?
- not being diabetic.

CA

segunda-feira, junho 05, 2006

Tiananmen

17 anos passados...
Photobucket - Video and Image Hosting
... continua na memória a imagem.

JB

on-line